Você gostaria de saber como alguém se faz um bem sucedido jovem pesquisador no Brasil, mesmo com todos os obstáculos espalhados à sua frente? Sim? Então veja o que conta Pedro Meirelles, 33 anos, na entrevista concedida a Mariluce Moura, 67 anos, e Luiza Moura, 15 anos, em seu laboratório, em 22 de janeiro passado.
Professor do Instituto de Biologia da Universidade Federal da Bahia (IBIO-UFBA) há apenas um ano, Pedro foi um dos 65 jovens doutores selecionados na primeira chamada pública de projetos inovadores de pesquisa do Instituto Serrapilheira, cujos resultados foram divulgados em 21 de dezembro de 2017.
Para quem não sabe, o Serrapilheira, organização privada de apoio a projetos de pesquisa e divulgação científica ligada ao grupo Moreira Salles, chegou ao ambiente de ciência e tecnologia no Brasil há pouquíssimo tempo, ou seja, em 2016. E já em sua primeira chamada, com inscrições encerradas em setembro de 2017, recebeu 1.955 propostas enviadas de 331 instituições espalhadas por 26 estados do país. Dessa massa impressionante de projetos saíram os 65 vencedores, entre eles o de Pedro Meirelles. Assista o vídeo e entenda por quê.

Produção: Tia Maria Filmes
Edição: Tiago Marconi