Nem planta nem pedra, as belas esponjas são animais

Fernanda Lorders | 21 de maio de 2016
Ricardo Miranda

Esponjas do gênero Xestospongia, comuns nos recifes de corais da Baía de Todos os Santos

Fernanda Lorders | Ciência na Ruaesponja fe

Aplysina insularis, parte da grande diversidade submersa da praia do Porto da Barra

As esponjas são animais com história geológica muito antiga, com registro fóssil datando de cerca de 600 milhões de anos atrás. Formam um grupo bem sucedido nos mares atuais.

A Baía de Todos os Santos (BTS) é considerada um paraíso para o estudo desses organismos e acredita-se que há poucos lugares no oceano Atlântico que lhe possam ser comparados em termos de quantidade.

Nos sistemas marinhos, as esponjas chamam a atenção pelas belas cores e formas variadas, e frequentemente são confundidas com algas, corais e rochas por apresentarem hábito séssil, aparentemente estático.

As esponjas são organismos filtradores, ou seja, por meio da circulação interna de água do mar em seu corpo realizam trocas gasosas e obtêm nutrientes necessários para a manutenção de seu metabolismo. Além disso, essa filtragem representa uma importante função ecológica exercida por esses organismos, pois reciclam elementos contidos na coluna d’agua, o que também demonstra a importância de seu uso para estudos de monitoramento da qualidade da água.

O interesse pelas esponjas cresceu nas ultimas décadas, principalmente por serem fonte de compostos químicos que deram origem a substâncias farmacológicas utilizadas para o tratamento de diversas doenças como leucemia, linfomas e HIV. Esses organismos amplamente encontrados no litoral baiano, formam na praia do Porto da Barra, cidade de Salvador, uma grande diversidade submersa que nos presenteia com cores e diferentes formas sobre o substrato rochoso marinho local. Nos recifes de corais da BTS, como os recifes dos Frades, as esponjas estão também entre os cinco grupos mais abundantes no substrato recifal e são essenciais para a manutenção desses ecossistemas (Foto 3-Xestospongia spp.).

 



Uma resposta para “Nem planta nem pedra, as belas esponjas são animais”

  1. Shanna disse:

    Ca;#I:t&e8217rs also very possible that I just missed the part where they pointed it out – I’ve been reading in chunks recently. XDI’ll keep an eye out. ^_^ Thank you for the tip!(Yes, I know I’m looking entirely too early. But I figure if I can get a good idea of what I’d like to start with, then I can slowly accumulate, and by the time he’s ready to start school, it won’t be five thousand things we need to buy all at once)

Deixe uma resposta