Casos de terror, sobrenatural e enchenteFrancisco Bicudo | Ciência na Rua

Casos de terror, sobrenatural e enchente

A imagem de um lobisomem e de uma moça pedindo ajuda a Deus na capa dá logo uma noção do que se encontra dentro do livro São Luiz do Paraitinga e Histórias, escrito pelos alunos do 6o ano do Colégio São Domingo, na zona oeste de São Paulo.

As histórias que recheiam as 90 páginas da obra foram recriadas e reescritas pelos meninas e meninas depois de ouvir e registrar casos populares contados pelos moradores de São Luiz do Paraitinga, município com 10 mil habitantes a 170km da capital paulista.

A cidade, terra natal do cientista Oswaldo Cruz, é conhecida por manifestações culturais importantes, em especial um carnaval das antigas, com blocos populares e concurso de marchinhas. A proposta da professora de Língua Portuguesa, Ana Paula da Costa Carvalho de Jesus, era reviver com os alunos a trajetória dos recolhedores de história, como os irmãos Green, Charles Perrault e outros ainda presentes no imaginário dos brasileiros. Para isso, ela os levou até São Luiz do Paraitinga, dividiu a turma em grupos e pediu que recolhessem “causos” e histórias da região.

“Em setembro, eles experimentaram a liberdade de andar por uma cidade histórica e pequena, conversando com moradores locais e pedindo para resgatarem a memória de sua gente e daquele lugar”, explicou Ana Paula durante o lançamento do livro, na última quarta-feira, 13 de dezembro.

Inspirados pelo folclorista Câmara Cascudo e por outros recolhedores de histórias, os meninos venceram a timidez e iniciaram a colheita. Voltaram para a escola cheios de narrativas de monstros sobrenaturais, fantasmas, caipiras malandros e bandidos que se dão mal no final. Os grupos notaram casos repetidos, mas com finais ou desenrolar diferentes, porque foram contados por moradores distintos.

“É um processo que acontece quando recolhemos histórias e memórias. Alguns detalhes mudam, outros somem e outros ganham mais importância. E perceber essas diferenças é a riqueza do desafio”, contou a professora.

Daniel lê uma história de caboclo ao lado da professora Ana PaulaElisa Marconi

Daniel lê uma história de caboclo ao lado da professora Ana Paula

Os meninos notaram também que muitos moradores se referiam à grande enchente que devastou São Luiz do Paraitinga em 2010. A igreja matriz, hoje reconstruída, caiu, muitas casas foram atingidas, quase toda a população ficou desabrigada e, naquele ano, a cidade suspendeu até o tradicional carnaval.

De volta à escola, os alunos do São Domingos sacaram suas anotações e botaram a memória para funcionar para reescrever – e eventualmente recriar, como os recolhedores de história mais famosos – os casos colhidos em Paraitinga.

São histórias de terror, assombração, chuva forte, enchente, lobisomem, caipiras e muito mais.

O livro não está à venda, mas Ciência na rua tem um exemplar. Quem quiser conhecer e se divertir com as histórias, pode entrar em contato que nós emprestamos.