Financiamento coletivo: 25 passos para viabilizar grandes ideias

Denise Lourenço | 07 de janeiro de 2016

Se você tem uma super ideia e ainda não conseguiu dinheiro para colocá-la para rodar, pense em crowdfunding. Não sabe por onde começar? Chega mais! O Ciência na rua construiu um passo a passo para lhe ajudar a ter sucesso nessa empreitada.

Antes de mais nada, entenda!

  1. Tenha uma ideia genial.
  2. Converse com seus amigos e familiares sobre a sua ideia. Conte a todos o que você pretende e pergunte o que as pessoas pensam sobre sua proposta. Pergunte se elas dariam R$50,00 por essa ideia agora, já, nesse instante. Você vai ter que convencer uma multidão de que vale a pena investir no seu plano. Quanto antes começar a perder a timidez, melhor.
  3. Paralelamente, comece a estudar as plataformas de financiamento. No Brasil, as mais conhecidas são a Catarse e a Kickante, úteis para todos os tipos de projetos e a Juntos com Você, para projetos sociais. Mas, existem outras. Pesquise!
  4. Agora você já é capaz de analisar se financiamento coletivo é o melhor caminho para o seu projeto. A ferramenta é ágil e prática, mas para ter sucesso você vai ter que trabalhar bastante.
  5. Agora, tenha paciência e planeje:

  6. Acesse as plataformas, conheça o máximo de projetos parecidos com o seu e investigue, detalhadamente, as descrições dos projetos, o tempo de duração das campanhas, as metas, as recompensas e as estratégias de divulgação utilizadas.
  7. Estabeleça a meta, ou seja, a quantia mínima que vai ser preciso para tirar o seu projeto do papel (10 mil Reais, 30 mil Reais, 50 mil Reais…você escolhe).
  8. Defina as recompensas. O que cada pessoa que apoiar vai ganhar quando a campanha acabar? Seja generoso e criativo, sem gastar muito dinheiro. Dê preferência para recompensas que podem ser entregues pela internet. Se precisar enviar pelo correio, escolha uma postagem simples. Nem pense em Sedex. O gasto com postagens de entrega ultra rápida pode engolir parte do dinheiro que você arrecadar.
  9. Decida qual plataforma você vai utilizar e por qual modalidade de financiamento vai optar. Cada plataforma tem suas especificidades.
  10. Comece a elaborar seu plano de comunicação. O que vai ocorrer, dia a dia, enquanto sua captação online estiver aberta.
  11. Depois, agregue:

  12. Mapeie suas redes! Quem pode te ajudar a financiar ou a divulgar sua campanha? Faça uma lista de pessoas, blogs, instituições que você acha que podem apoiar e pense como você vai fazer para chamar a atenção para sua proposta.
  13. Será que o que você vai fazer pode virar notícia? Se sim, entre em contato com jornalistas que possam escrever matérias sobre o seu projeto.
  14. Agora, execute! Essa é parte mais difícil!

  15. Escreva a descrição do projeto. Seja objetivo, explique porque você precisa do dinheiro. Deixe claro o que você vai fazer com a quantia que arrecadar, tendo em vista que pode ser menos que a meta, a meta ou mais do que a meta (Não diga que não tem meta, mas se atingir a meta vai dobrar a meta! Combinado?!). Passe para alguém que é bom em língua portuguesa dar uma olhada e verificar se está tudo certinho. Não pode ter nenhum erro gramatical ou frases que ninguém entende. O sucesso da sua campanha depende dessa explicação.
  16. Crie uma fanpage no Facebook para divulgar seu projeto, mas ainda não publique nada.
  17. Escreva os primeiros 10 posts (para os primeiros 10 dias) de sua página. Selecione imagens bacanas para ilustrar as publicações. Não esqueça de, ao final de cada post, dar o link para a página do financiamento.
  18. Faça um vídeo de até 2 minutos convidando o pessoal para conhecer o projeto e apoiar sua campanha. Esse vídeo precisa ser bem produzido. Todo mundo vê o vídeo antes de ler a descrição do projeto e você vai precisar chamar a atenção, transmitir segurança e credibilidade.
  19. Aperte o play – Você vai trabalhar 24 horas por dia!

  20. Crie a campanha no site de crowdfunding que você escolheu.
  21. Use sua página do Facebook para divulgar sua campanha ao máximo. Publique algo a cada dia que a campanha estiver no ar.
  22. Use a rede de contatos que você mapeou e peça a ajuda de todos tanto para financiar seu projeto quanto para divulgar sua ideia.
  23. No décimo dia faça um novo vídeo, relatando a experiência e pedindo mais apoio. Repita essa ação de 10 em 10 dias. Faça muito barulho! Peça ajuda para quem já está apoiando a sua proposta.
  24. Quando faltar 10 dias, inicie uma contagem regressiva, avisando que vai acabar, mas que ainda dá tempo de apoiar.
  25. Opsss… Já acabou?

  26. Faça um vídeo agradecendo todo mundo que apoiou.
  27. Envie as recompensas.
  28. Avalie sua ação.
  29. Receba seu dinheiro.
  30. Registre tudo o que fizer com o dinheiro recebido e continue alimentando sua fanpage com os resultados do projeto. Se não der certo dessa vez, não desista. Reveja todos os passos e recomece até conseguir. A equipe do Ciência na rua está na torcida por você!
crowdfunding_panis

Se você tem uma ideia legal, pode pensar em financiamento coletivo!

Quem nunca pensou em criar algo super legal, mas deixou a ideia para lá depois de fazer uma continha básica e perceber que não tinha recursos para realizar aquele sonho, aquela invenção, aquele ...
diego_reeberg_socio_fundador_da_catarse_box_featured

Desvende os mitos do financiamento coletivo

Crowdfunding não tem nada a ver com mágica. À primeira vista, pode parecer tentador abrir uma vaquinha online e esperar sentado que todo mundo que gosta de você doe rios de dinheiro para a sua ...


Uma resposta para “Financiamento coletivo: 25 passos para viabilizar grandes ideias”

  1. Jose Mario disse:

    Vou tentar seguir essas dicas pq sou mt timido ainda…. Muito obrigado por compartilhar

Deixe uma resposta