Quem mora no norte e no nordeste do país poderá acompanhar, entre os dias 16 e 25 de abril, um espetáculo no céu. Trata-se de uma chuva de meteoros de grande intensidade. Chamada de Líridas, o evento pode ser melhor observado na direção do horizonte, pouco antes do amanhecer, perto da estrela brilhante Vega. O ápice será na madrugada de 22 para 23 de abril.

O fenômeno não traz nenhum risco para os observadores, ou para os moradores do norte e do nordeste. Os meteoros são corpos celestes pequenos que passeiam pelo espaço e, eventualmente, entram na atmosfera terrestre. Quando isso acontece, eles queimam em contato com o oxigênio. O fenômeno deixa um rastro luminoso no céu e, por isso é chamado popularmente de estrela cadente.

Nas Líridas, também conhecidas como “estrelas de abril”, entram na atmosfera terrestre de 10 a 20 meteoros por hora. “A quantidade que pode chegar a 100, quando se caracteriza por ser uma das 10 chuvas mais intensas do ano”, comenta o pesquisador Fernando Roig, do Observatório Nacional (ON), em entrevista ao site do MInistério da Ciência e Tecnologia.

Grupo de Astrônomos de Pernambuco (Astrope

Asrônomos de Pernambuco indicam como devem ser as Líridas

**A imagem de abertura é o registro de uma chuva de meteoros Líridas, em Porto Real, Rio de Janeiro. Foto de Leonardo Pires