Autor: Ciência na rua

Ginástica artística

Luíza Moura adora unicórnios e daí, acreditem!!!, foi atrás de bases científicas que lhe permitam dizer que os unicórnios não são simplesmente animais míticos. Bom, confiram aí, ela cita uma pesquisa que tenta dar um chão mais real à criação dos unicórnios. Eu, cética de plantão, mantenho cá as minhas reservas em relação à pesquisa do grupo de russos e cazaques. Mas que é engraçado, ah, isso...

Leia Mais

Unicórnios

Luíza Moura adora unicórnios e daí, acreditem!!!, foi atrás de bases científicas que lhe permitam dizer que os unicórnios não são simplesmente animais míticos. Bom, confiram aí, ela cita uma pesquisa que tenta dar um chão mais real à criação dos unicórnios. Eu, cética de plantão, mantenho cá as minhas reservas em relação à pesquisa do grupo de russos e cazaques. Mas que é engraçado, ah, isso...

Leia Mais

A crise brasileira

Os governos do PT (Lula e Dilma) foram forte exemplo de representação dos interesses das classes dominantes, articulado a um projeto de melhoras pontuais, como o Bolsa-Família, para os assalariados e setores mais pobres. Enquanto o cenário econômico foi favorável, o pais parecia caminhar bem, mas com o agravamento da crise econômica, social e política, seu futuro é imprevisível. Já nas eleições de outubro de 2014 era possível perceber uma redução em seu apoio junto às frações burguesas, uma vez que o quadro recessivo antecipava a necessidade de mudanças profundas em sua política econômica para ajustar-seao novo cenário. Não...

Leia Mais

O pântano no volume morto: degradação institucional brasileira atinge ponto mais agudo

O país vive momento de extrema polarização política na fase mais aguda da atual crise política, social e econômica. Enquanto vemos o processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff levado adiante por parlamentares conhecidamente envolvidos em corrupção, a Operação Lava Jato, que deveria investigar todos esses atores, apresenta uma série de contradições. Em um primeiro momento, a mencionada operação investigou e prendeu corruptos e corruptores. Agora recebe a crítica de que está politicamente aparelhada pela oposição. Paralelamente a isso, vemos o campo social e de esquerda imobilizado em torno da defesa de um governo indefensável, ao passo que uma série de direitos do trabalho, conquistados e garantidos constitucionalmente, recebem uma enxurrada de ataques, a fim de sua flexibilização total, quando não o seu aniquilamento. Para fazer uma análise dessa complexa conjuntura, entrevistamos o sociólogo e professor da Unicamp Ricardo Antunes. “O parlamento brasileiro é o pântano no seu volume morto. E ele preferiu se utilizar de um instrumento legal, que é o impeachment, a partir de uma manobra ilegal. A questão não é se o impeachment é golpe ou não é. O impeachment é uma instituição presente na Constituição de 1988. Ele se torna golpe quando as causas que podem levar ao impeachment estão sendo forjadas sem prova material e cabal. Hoje, 29 de março de 2016, não há nenhuma evidência cabal de que o atual governo Dilma cometeu...

Leia Mais