Autor: Ciência na rua

Chuva de meteoros no céu do norte e do nordeste

Quem mora no norte e no nordeste do país poderá acompanhar, entre os dias 16 e 25 de abril, um espetáculo no céu. Trata-se de uma chuva de meteoros de grande intensidade. Chamada de Líridas, o evento pode ser melhor observado na direção do horizonte, pouco antes do amanhecer, perto da estrela brilhante Vega. O ápice será na madrugada de 22 para 23 de abril. O fenômeno não traz nenhum risco para os observadores, ou para os moradores do norte e do nordeste. Os meteoros são corpos celestes pequenos que passeiam pelo espaço e, eventualmente, entram na atmosfera terrestre....

Leia Mais

D. Claudine olha para o infinito e além

Dona Claudine, que mal enxerga o próprio bigode – não espalha, mas ela tem sim – vai abrir bem os olhos e os ouvidos para conhecer Ícarus, uma estrela que fica bem longe da Terra. O telescópio Hubble conseguiu fotografar a estrela mais distante já localizada. Ícarus está a 9 bilhões de anos luz da Terra e foi encontrada por um grupo de astrônomos da Universidade de Minnesota, nos EUA – liderados por Patrick Kelly. O trabalho foi publicado na revista Nature Astronomy.     http://ciencianarua.net/wp-content/uploads/2018/04/CiencianoElevador06042018.mp3Podcast: Reproduzir em uma nova janela | Baixar |...

Leia Mais

Exposição Dinossauros traz 100 réplicas de répteis e outros seres do passado

Quem ama dinos vai surtar. Uma centena deles, de todos os tipos e formatos invadiu o Instituto de Geociências da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). A mostra apresenta ao público 100 réplicas de dinossauros (inclusive brasileiros) e de outros organismos do passado, além de réplicas fósseis. A ideia é incentivar o conhecimento e a discussão sobre o tamanho, a alimentação, os hábitos de vida, as formas de defesa, a distribuição geográfica, entre outras características desses répteis amados. A exposição Dinossauros pode ser visitada por grupos escolares ou por visitantes independentes, todos podem contar com guias e monitores que explicam...

Leia Mais

Arqueólogos descobrem vilas perdidas na Amazônia

81 assentamentos foram encontrados em área que era considerada quase inabitada, pesquisas indicam que haveria mais centenas *Texto publicado originalmente no The Guardian, em 27/03/2018, por Nicola Davis *Tradução: Tiago Marconi   Já se pensou que a Amazônia era uma floresta tropical quase inabitada antes dos europeus chegarem, mas pesquisadores dizem ter encontrado novas evidências de que ela, na verdade, fervilhava com atividade humana e era casa de milhões de pessoas. Um novo estudo revelou detalhes de 81 sítios no território até então inexplorado da Bacia do alto Tapajós, com assentamentos variando de pequenas vilas com 30 metros de...

Leia Mais

Super-vírus, ativar!

Dona Claudine está resfriada. Exagerada, acha que contraiu vírus gigantes. Mas gigantes mesmos são os tupanvirus descobertos no Brasil, por Jônatas Abrahão, professor do Departamento de Microbiologia da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e Ivan Bergier, da Embrapa Pantanal. Os organismos infectam amebas e têm potencial para revelar as condições de vida do passado distante e oferecer informações sobre o material genético dos vírus. Ouça aqui:     http://ciencianarua.net/wp-content/uploads/2018/03/CiencianoElevador29032018.mp3Podcast: Reproduzir em uma nova janela | Baixar |...

Leia Mais